terça-feira, 25 de julho de 2017

Escorpiões assustam moradores da região metropolitana do Recife

Segundo o site http://g1.globo.com/jornal-nacional:

Chuva faz os bichos saírem da toca e procurarem abrigo nas casas.
No Brasil, mais de 90 mil pessoas foram picadas por escorpiões em 2016.animais mais perigosos do mundo - Biologia - Colégio WebEscorpiões estão tirando o sono de moradores da região metropolitana do Recife. O Vinícius, de 9 anos, levou uma picada de escorpião no dedo do pé.

“Doeu muito, gritei”, contou.
É tanto escorpião que a mãe dele já achou seis.
“Tem que ter mais cuidado ainda. Tem que ficar de olho em tudo”, disse Maria da Silva.
Nem dona Miriam escapou. Também levou uma picada no pé.
“Eu senti foi a dor, mas uma dor tão forte”, contou Miriam Fabrício Duarte.
Chove como há muito tempo não chovia em Pernambuco e na temporada de chuvas aumenta o número de picadas de escorpião.
A água da chuva invade galerias, tubulações e os locais onde os escorpiões gostam de se esconder. Eles são obrigados a sair em busca de novos abrigos. Invadem quintais, casas, apartamentos, se aproximam dos moradores e é aí que está o perigo. Só em 2017, em Pernambuco, mais de 5.500 pessoas foram picadas por escorpiões.
No Brasil, mais de 90 mil pessoas foram picadas por escorpiões em 2016. Em todo o país, 138 morreram. Só no Nordeste foram 67 mortes. Crianças e idosos são os mais vulneráveis.
“Todo escorpião é venenoso e a gravidade do acidente vai depender da espécie do escorpião, da quantidade de veneno injetada e da idade e do peso do paciente acometido”, explicou Lucineide Porto, coordenadora do Centro de Assistência Toxicológica de Pernambuco (Ceatox).
Para ajudar a população, o Centro de Assistência Toxicológica de Pernambuco mantém técnicos de plantão 24 horas. Eles orientam quem é picado a buscar logo atendimento médico e falam sobre as primeiras medidas a serem tomadas.
“O senhor não coloque nada no local, apenas lave com água e sabão”.
Os agentes de saúde ambiental também inspecionam casas, terrenos e prédios.
“O escorpião é um animal de hábito noturno. Com o inverno, os dias ficam mais sombreados, com menos intensidade de luz. Então eles começam a ter mais atividade durante o dia e isso aumenta a possibilidade de contato dele com o ser humano. Como reflexo de defesa, ele ferroa e a pessoa se acidenta”, explicou Jurandir Alves, gerente da Vigilância Ambiental do Recife.
O seu Fernando não quer se arriscar. Vedou todas as frestas e buracos no prédio onde mora para evitar a visita indesejada dos escorpiões.
“Simples e barato. É só ter coragem e fazer. Botar a mão na massa”, disse Fernando Roberto Marinho.               

Jornal Nacional 25/07/2017 Escorpiões assustam moradores da região metropolitana do Recife

TV Jornalismonbsp;                                                                                       
tópicos:

PF prende pais, médicos e idoso de 80 anos em operação contra pedofilia

Segundo o site https://www.bemparana.com.br: SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (25), a segunda fase da operação Glasnost, que visa combater a exploração sexual de crianças e o compartilhamento de pornografia infantil na internet em 14 Estados do país. Foram expedidos três mandados de prisão preventiva nas cidades de Paranapanema (SP), Santarém (PA) e em Guarujá (SP) e outros dois de condução coercitiva. Durante o cumprimento das prisões, a PF acabou localizando outros suspeitos, o que elevou para 30 o total de presos -27 em flagrante e outros três de forma preventiva, segundo balanço parcial da instituição. Os crimes aconteciam, em sua maioria, na casa das vítimas. Entre os investigados estão pais, estudantes, professores, médicos e um idoso de 80 anos. A ação conta com a participação de 350 agentes que buscam cumprir outros 72 mandados de busca e apreensão em 51 cidades nos Estados de Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Ceará, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Piauí, Pará e Sergipe. Segundo o coordenador da operação, o delegado Flávio Augusto Palma Setti, a ação teve início em 2010, quando um estudante de medicina foi preso sob a suspeita de utilizar um site russo para compartilhar fotos e vídeos de crianças nuas. "De lá para cá, esse site continuou sendo monitorado e conseguimos localizar novos sus
peitos", disse o delegado. O site russo servia como uma espécie de "ponto de encontro" de pedófilos em todo o mundo. Brasileiros e estrangeiros compartilhavam pornografia infantil por meio do portal. Os suspeitos produziam e armazenavam fotos e vídeos de crianças, adolescentes e até bebês, muitos deles sendo abusados sexualmente por adultos, e as enviavam para contatos no Brasil e no exterior. Ao menos 15 vítimas foram identificadas. Uma primeira fase da operação ocorreu em 2013, quando foram cumpridos 80 mandados de busca e prisão e realizadas 30 prisões em flagrante por posse de pornografia infantil. Na ocasião, foram ainda identificados e presos diversos abusadores sexuais, bem como resgatadas vítimas, com idades entre cinco e nove anos.
Nesta segunda fase, a PF listou quatro casos que chamaram a atenção durante as investigações. Em Vila Velha (ES), um pai foi preso por abusar da própria filha durante sete anos. Ele filmava e postava os atos na internet. Em Jundiaí, na Grande São Paulo, outro homem foi preso sob a suspeita de fotografar e aliciar crianças nas ruas da cidade. Algumas das vítimas, segundo a PF, foram abusadas sexualmente. Em Praia Grande, no litoral paulista, outro pai também foi preso sob a acusação de abusar sexualmente da filha por ao menos seis anos. "Ele só parou com os abusos por medo dela falar sobre o caso com as amigas", adiantou Setti. E na cidade de Bauru, no interior paulista, um porteiro foi detido após ser flagrado tirando fotos de crianças no condomínio onde trabalhava. Os suspeitos vão responder na Justiça pelos crimes de posse, produção e compartilhamento de conteúdo pornográfico infantil, além do crime de abuso sexual contra crianças e adolescentes.
OPERAÇÃO O nome "Glasnost" faz uma referência ao termo russo que significa transparência. A palavra foi escolhida porque a maior parte dos investigados utilizava servidores russos para a divulgação de imagens de menores na internet e para realizar contatos com outros pedófilos ao redor do mundo.

AGU recorre de decisão que suspende aumento de tributo sobre combustível

Segundo o site https://www.bemparana.com.br:  TALITA FERNANDES E LETÍCIA CASADO BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A AGU (Advocacia-Geral da União) recorreu nesta terça-feira (25) da decisão do juiz substituto Renato Borelli, da 20ª Vara Federal do DF, que suspendeu o aumento de tributos sobre os combustíveis anunciado pelo governo na semana passada. Em decisão provisória (liminar), o juiz suspendeu os efeitos do decreto que determinou o aumento de PIS/Cofins sobre gasolina e etanol. Na peça, apresentada ao TRF-1ª Região (Tribunal Regional Federal), a AGU rebate os argumentos apresentados por Borelli, que falou em "ilegalidades" devido ao não cumprimento da "noventena", prazo de 90 dias entre a edição da norma e sua entrada em vigor. "Observo que a suspensão dos efeitos do mencionado Decreto tem como consequência o imediato retorno dos preços dos combustíveis, praticados antes da edição da norma", diz o juiz. Borelli afirma ainda que a elevação das contribuições deveria ter sido feita por lei, e não por decreto.

Estudo revela que 20,12% dos alunos da rede municipal tiveram aulas afetadas por tiroteios

Segundo o site https://oglobo.globo.com/rio: Em 92,52% dos 107 dias do ano letivo de 2017, houve escolas e creches fechadas no RioEstudo revela que em mais 90% dos 107 dias de ano letivo no município, houve escolas e creches fechadas por tiroteios no Rio - Fabiano Rocha / Agência O Globo 05-06-2017
RIO - Os tiroteios que nos últimos anos vêm se multiplicando interromperam o funcionamento de pelo menos 381 escolas no primeiro semestre deste ano, afetando a rotina escolar de 129.655 alunos, ou seja 20,12% dos 641.655 matriculados na rede municipal do Rio. Com o objetivo de estudar o impacto da violência na educação da cidade e sugerir políticas públicas para a redução do problema, a Diretoria de Análise de Políticas Públicas (DAPP) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) realizou um estudo em parceria com o aplicativo e mapa colaborativo Fogo Cruzado.
Segundo levantamento feito pelo aplicativo, entre julho de 2016 e julho de 2017, a cidade do Rio de Janeiro registrou 3.829 tiroteios. Os dados foram cruzados com informações de instituições públicas de ensino do Rio de Janeiro (escolas e creches). A análise resultou em mapas e estatísticas do impacto da violência armada sobre a população em idade escolar na cidade do Rio de Janeiro.

Ainda de acordo com o levantamento, só no primeiro semestre deste ano, dos 107 dias do ano letivo, em 99 deles tiveram escolas e creches fechadas (92,52%). Das 388 escolas e creches municipais que tiveram as aulas paralisadas por causa de tiroteios, 36 escolas e creches não funcionaram nove dias ou mais. Embora a Zona Norte registre o maior número de casos, a que mais vezes ficou fechada está na Cidade de Deus, na Zona Oeste, paralisada por 15 dias. No entanto, o maior número de instituições de ensino fechadas foi registrado no Complexo da Maré: 42 escolas e creches municipais. Em seguida, Cidade de Deus e Complexo do Alemão, empatados com 21 unidades de ensino cada um.
Os bairros de Costa Barros, Acari e Cidade de Deus são os que concentram maior número de escolas municipais, estaduais e creches expostas à violência armada.
- A violência tem impacto direto na capacidade de aprendizado e de desenvolvimento de novas habilidades, comprometendo as possibilidades de vida de crianças e jovens. Quanto mais novo o aluno, maiores são os efeitos perversos provocados pela violência, como a falta de concentração e a dificuldade em absorver informações. Remover as escolas dessas áreas não é uma resposta adequada à situação porque as crianças e os adolescentes vivem nessas comunidades, então eles continuariam sofrendo os efeitos adversos da violência - diz a pesquisadora da FGV DAPP Bárbara Barbosa.
De acordo com os dados, o Complexo do Alemão registrou 218 registros e da Maré, 119 casos. As imediações da Avenida Brasil, na altura do bairro da Penha, com 128 registros, também chamam atenção. A análise aponta ainda que, no ano passado, dos 200 dias do ano letivo 157 tiveram escolas e creches fechadas (78,50%).
- O bairro de Acari, onde a estudante Maria Eduarda, de 13 anos, foi morta dentro da escola, também apresenta altos índices de violência. Em média, há um tiroteio a cada cinco dias na região. Os alunos de comunidades expostas à violência são privados da experiência educacional e têm a qualidade do ensino afetada. Já os estudantes em locais sem conflito gozam, livremente, do acesso à educação - ressalta a pesquisadora da FGV DAPP.
Mesmo a Zona Sul, com maior policiamento e menor número de comunidades em situação de risco, também foi afetada. O bairro de Copacabana registrou 106 tiroteios/disparos de arma de fogo. Porém, esses números estão espalhados espacialmente. Entre Ipanema e Copacabana, no Morro Pavão-Pavãozinho foram apontados 40 tiroteios, e no Morro do Cantagalo, em Copacabana, 28. Somados, foram 68 registros de tiroteios/disparos de arma de fogo nesta área. Num raio de 200 metros destes tiroteios funcionam uma creche municipal (Creche Municipal Elza Machado dos Santos – Tia Elza), uma escola municipal (Escola Municipal Presidente José Linhares) e um Ciep (Ciep Presidente João Goulart).
Por fim, os pesquisadores da FGV DAPP constataram também que, para mitigar os efeitos adversos da exposição à violência, o poder público deveria capacitar os professores de forma que eles possam atender às necessidades especiais de seus alunos e oferecer condições especiais de contratação para os profissionais que atuam nessas áreas, de forma a garantir estabilidade nas relações escolares, com o intuito de diminuir a rotatividade dos professores.
- Estas condições especiais devem abarcar desde adicionais salariais pelas condições de insegurança, até o acompanhamento psicológico continuado para os próprios professores, passando por cursos de capacitação mais frequentes _ defendeu Bárbara. Segundo ela, também é necessário que se proíba a polícia de usar creches e escolas como basesoperativas e garantir a presença de profissionais de saúde mental especializados em atender crianças e adolescentes comcomportamentos similares à TEPT , capazes de lidar com os traumas advindos da exposição rotineira à violência.
- Em um trabalho complementar, estender o atendimento às famílias residentes das áreas identificadas, com um programadomiciliar com o objetivo de instruir os pais e cuidadores das crianças afetadas. Estas políticas têm como objetivo priorizar a experiência educacional das crianças reconhecendo que a violência influencia nas oportunidades de desenvolvimento dos indivíduos de forma que, se acumuladas ao longo do tempo, podem ter efeitos irreversíveis - concluiu a pesquisadora.


Força Nacional de Segurança Pública combaterá desmatamento no Pará

Segundo o site http://www.justica.gov.br: Em parceria com o Ibama, profissionais atuarão em operações de combate ao desmatamento na AmazôniaAmazôniaFoto: Elvio Rodrigo/Força Nacional   Brasília, 25/7/17 – O Ministério da Justiça e Segurança Pública irá utilizar 100 profissionais da Força Nacional de Segurança Pública em operações de combate ao desmatamento na Amazônia. O comboio com caminhonetes partiu, na manhã desta terça-feira (25), da base da Força na região administrativa do Gama, em Brasília (DF), com destino a Novo Progresso (PA), onde as equipes irão atuar em apoio ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). 
"A operação Onda Verde também tem o objetivo de combater o comércio ilegal de madeira e crimes em geral. As ações também terão apoio da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e dos órgãos locais de segurança pública do Pará", explicou o diretor da Força Nacional, coronel Joviano Conceição Lima.
O efetivo, que já passou por outras operações da Força, passou por uma revisão de conhecimentos nos últimos dias, no Gama, como parte de preparação para o novo desafio. Foram atualizados treinamentos como os de sobrevivência na selva, legislação ambiental e primeiros socorros.
A previsão é que as equipes cheguem até o fim de semana ao local da operação, que tem prazo de duração ainda indeterminado. Esta é uma parceria entre a Força e o Ibama que teve início há mais de quatro anos.ASSINATURAMJ_PORTAL_0803_PARTE BCA.JPG

Onde comer bem? Interior de São Paulo reserva opções gastronômicas especiais, em local cheio de charme e natureza exuberante

Segundo o site Imprensa Atitude Com Estratégia em Comunicação Ana Luiza Kamoto: O Lake Vilas Charm Hotel & SPA, em Amparo, oferece durante o inverno opções como festival de sopas, fondue, feijoada e cortes especiais de carnes. Os pratos podem ser harmonizados a partir de uma variada carta de vinhos com mais de 145 rótulosExiba imagens para confirmar leituraComer bem, em um local especial, admirando belas paisagens e respirando ar puro das montanhas é uma tarefa mais fácil do que muitos imaginam. Há cerca de uma hora viajando de carro a partir da capital, em meio às montanhas do circuito das águas de São Paulo, está o Lake Vilas Charm Hotel & SPA, local referenciado nos melhores guias nacionais e internacionais. O hotel possui dois restaurantes e também aceita visitantes para o almoço ou jantar, bastando que a reserva seja feita com antecedência.Para esta temporada de inverno, o hotel oferece um menu especial para o jantar, que inclui festival de sopas, com uma incrível variedade de sabores, fondue, massas artesanais e risotos. Os jantares acontecem sempre no restaurante Lake View, que possui uma incrível vista panorâmica para o lago principal do hotelJá o almoço é servido no restaurante Casa do Lago, espaço deslumbrante cercado de vidro, com decoração rústica, que recebe esse nome por contemplar a vista para o lago principal do hotel, que fica aos pés de montanhas e rodeado pelo maior jardim privado do Brasil.Os hóspedes e visitantes podem optar por cortes de wagyu, angus e outras carnes nobres, acompanhadas por legumes, vegetais, diferentes tipos de arroz, entre outros pratos da culinária contemporânea, que exploram os sentidos da gastronomia brasileira e internacional.Além disso, aos sábados é servido um buffet de feijoada completo, que inclui saladas, caldinho de feijão, diferentes tipos de carnes, todas elas servidas separadas (lombo, costela de porco, carne seca, linguiça paio, calabresa) e acompanhamentos típicos: couve, farofa, laranja, banana frita, linguiça apimentada, torresmo, mandioca frita e batata noisette. As sobremesas, também inclusas no buffet, variam de crème brulée tradicional e de capuccino, pudim de leite, doce de abóbora, panna cotta com calda de frutas vermelhas, frutas da estação, entre outras.Se é para comer bem, que tal um bom vinho!
O Lake Vilas tem uma carta bastante ampla, elaborada por enólogos e que contempla 145 rótulos de vinhos nacionais e importados, disponibilizados na adega própria do hotel, garantindo condições ideias de armazenamento. A variedade de rótulos permite aos hóspedes e visitantes encontrarem escolhas especiais para a harmonização perfeita.Reservas: (19) 97145-6644 Atendimento 24h | (11) 4033-3617 | reservas@lakevilas.com.brEndereço: Estrada Antenor Cezar, km 10 – Amparo/SP
http://www.lakevilas.com.br/Como chegarLake Vilas Charm Hotel & SPA está localizado no quilômetro 10 da estrada Antenor Cezar, na cidade de Amparo, a 130 quilômetros da capital paulista e 60 quilômetros do aeroporto de Campinas. A rota mais recomendada para quem sai de São Paulo com direção a Amparo é a Rodovia dos Bandeirantes (SP-348), seguindo em direção à Itatiba, pela rodovia Engenheiro Constâncio Cintra (SP-360).Sobre o Lake VilasÉ um hotel de alto padrão na concepção Charm Hotel proposta que alia critérios rígidos de conforto e qualidade a uma integração responsável com o meio ambiente. Localizado no interior de São Paulo, na cidade de Amparo, o Lake Vilas Charm Hotel & SPA tem 100% de Excelência pelo TripAdvisor, reconhecimento dado por meio de pesquisa junto aos hóspedes e no ano de 2015, recebeu os selos Condé Nast Johansen, selo internacional dedicado aos melhores estabelecimentos de alto padrão do mundo, e o Circuito Elegante, selo de qualidade e garantia da excelência dos serviços e posicionamento no mercado de luxo. Além disso, o Lake Vilas conquistou o prêmio Condé Nast Johansens 2016 Awards for Excellence Winners, na categoria Best Newcomer, que referencia os hotéis de luxo considerados revelações do turismo mundial e em 2017, na categoria Best Hotel For Romance.Estabelecido numa área de quatro milhões de metros quadrados, o empreendimento conta com oito vilas privativas, um espetacular SPA com serviços completos, doze lagos, duas cachoeiras e vegetação exuberante, no maior jardim particular do Brasil. As vilas construídas no estilo balinês contemporâneo oferecem sala de estar integrada com cozinha americana - para uso exclusivo no serviço de Personal Chef -, até dois quartos, varanda com rede e são equipadas com Smart TV, DVD, ar-condicionado, internet wireless e telefone. Cada vila possui seu próprio jardim privado, com fonte de água, espreguiçadeiras e redes. Os detalhes são únicos como amenidades da Bvlgari e enxovais Trussardi. Além disso, o Lake Vilas abre suas portas para aqueles que desejam levar seus pets (de pequeno porte, até 8kg) para também aproveitarem a viagem.
Atendimento à Imprensa - AtitudeCom Estratégia em ComunicaçãoClaudia Gonçalves - claudia@atitudecom.com.br - (11) 9 8340-7140
Ana Luiza Kamoto - analuiza@atitudecom.com.br - (11) 9 4700-8199
T.: (11) 2311-5889 | www.atitudecom.com.br
                                            

sexta-feira, 21 de julho de 2017

CACHOEIRA DE PAQUEVIRA QUE LEVA ÁGUA PARA A BARRAGEM DE PEDRA FINA

Segundo informação Facebook Reginaldo LiraCACHOEIRA DE PAQUEVIRA QUE LEVA ÁGUA PARA A BARRAGEM DE PEDRA FINA ABASTECENDO O SISTEMA PALMEIRINHA QUE BENEFICIA VARIAS CIDADES COMO;BOM JARDIM;SURUBIM E ENTRE OUTRAS.Vídeo Cachoeira de Paquevira e Barragem de Pedra Fina | Bom Jardim ...

Cachoeira de Paquevira 21/07/17

Moradores fazem protesto em Olinda para cobrar melhorias em habitação

Segundo o site http://g1.globo.com/pernambuco:

Atos aconteceram na manhã desta quinta-feira (20), em dois pontos: Avenidas Sigismundo Gonçalves, no Varadouro, e Avenida Presidente Kennedy, em Peixinhos.Pneus em chamas bloquearam a Avenida Sigismundo Gonçalves, no varadouro, em Olinda (Foto: Ana Regina/TV Globo)Moradores de Olinda, no Grande Recife, realizaram protestos em dois pontos da cidade, na manhã desta quinta-feira (20). O primeiro ocorreu na Avenida Presidente Kennedy, em Peixinhos, e o segundo aconteceu na Avenida Sigismundo Gonçalves, no Varadouro. Os dois atos foram articulados por grupos que exigiam melhorias na habitação popular.

No protesto do Varadouro, os integrantes do movimento chegaram de ônibus, por volta das 10h. Eles colocaram pneus na pista, no sentido Olinda/Recife, e atearam fogo. A via ficou interditada. Cerca de 100 pessoas participaram do ato público.
Por causa do protesto, houve engarrafamento na área. Uma fumaça preta podia ser observada de longe.
O ato da Presidente Kennedy começou por volta das 9h. O número de manifestantes não foi informado. O grupo fechou os dois lados da via, que foi liberada cerca de meia hora depois.

PE tem 153 cidades com risco elevado para transmissão de dengue, zika e chikungunya

Segundo o site http://g1.globo.com/pernambuco:

Dados são referentes ao 4º Levantamento de Índice Rápido de Infestação de Aedes aegypti (LIRAa), coletados até sábado (15). Isso representa 83% do estado. Doze municípios não repassaram informações ao governo do estado.Repelente é crucial para evitar ser picado pelo Aedes aegypti (Foto: Divulgação)4º Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), que monitora a quantidade de imóveis com a presença de larvas do mosquito, mostra que 153 municípios pernambucanos estão em situação de risco elevado para transmissão de arboviroses, como dengue, zika e chikungunya. Isso representa 83% de todo o estado. Doze cidades ainda não informaram o resultado das inspeções.

De acordo com os dados do 4º ciclo, coletados até sábado (15) pela Secretaria de Saúde, 85 cidades estão em risco de surto e 68 encontram-se em situação de alerta. Dezenove municípios têm dados satisfatórios. Os números foram divulgados nesta quinta-feira (20).
Na quarta-feira (12), o complemento do 3º levantamento feito pela Secretaria de Saúde apontou problemas em 163 localidades. O levantamento anterior, no entanto, só não contou com dados de duas cidades: Tracunhaém, na Mata Norte, e Venturosa, no Agreste.

Doenças

Em 2017, Pernambuco notificou 10.044 casos de dengue. Segundo o estado, houve uma redução de 90.8% em relação ao ano passado.
Foram registrados, ainda, 2.966 casos de chikungunya, o que representa redução de 94,9%. A Secretaria de Saúde notificou também 429 ocorrências de zika, o que significa uma diminuição de 96%.
Mesmo com a queda das notificações de arboviroses, em relação a 2016, o governo ressalta aimportância da vigilância. A técnica do Programa de Controle das Arboviroses da Secretaria Estadual de Saúde (SES) Daniela Bandeira justificou que houve um leve aumento dos registros, nos últimos levantamentos.
Para ela, é preciso chamar a atenção dos gestores municipais e da população para que as ações de controle continuem sendo realizadas normalmente.

Veja a lista de cidades que não informaram índice de infestação

  • Buíque
  • Camaragibe
  • Chã Grande
  • Côrtes
  • Gravatá
  • Igarassu
  • Manari
  • Paulista
  • Pedra
  • São João
  • Venturosa
  • Vitória de Santo Antão

Saiba como eliminar os focos

  • Mantenha bem tampados caixas d’água, jarras, cisternas, poços ou qualquer outro reservatório de água.
  • Mantenha as lixeiras tampadas e secas. Nunca jogue lixo em terrenos baldios.
  • Coloque no lixo todo objeto que possa acumular água. O lixo deve ser colocado em sacos plásticos bem fechados.
  • Lave os bebedouros de animais com uma bucha pelo menos uma vez por semana e troque a água todos os dias.
  • Cubra e guarde os pneus em locais secos, protegidos das chuvas.
  • Guarde as garrafas secas de cabeça para baixo e não deixe no quintal objetos que acumulem água.
  • Encha os pratinhos de plantas com areia.
  • Retire a água acumulada sobre a laje.
  • Mantenha as calhas d’água limpas.

Organização presa em PE entregava comida podre a crianças de escolas públicas, diz chefe de polícia

Segundo o site http://g1.globo.com/pernambuco:

Operação Comunheiro II' foi deflagrada nesta sexta (21), no Grande Recife e na Mata Norte. Foram presos empresários, funcionários e ex-servidores de prefeitura e câmara de vereadores. Desvio é de pelos menos R$ 40 milhões.Presos pela ' Operação Comunheiro II' foram levados ao Depatri, no Recife (Foto: Ascom/Polícia Civil de Pernambuco)associação criminosa desarticulada pela ‘Operação Comunheiro II’,deflagrada nesta sexta-feira (21), fornecia alimentos podres e fora do prazo de validade para crianças de escolas públicas em Pernambuco. A afirmação foi feita pelo chefe da Polícia Civil, delegado Joselito do Amaral, que fez um balanço parcial da ação. O valor dos danos aos cofres públicos é de pelo menos R$ 40 milhões. (Veja vídeo acima)

“Primeiro, os envolvidos nos crimes de fraude em licitação e lavagem de dinheiro ofereciam amostras de boa qualidade para as prefeituras. Depois, entregavam produtos fora do prazo e com data adulterada. Era carne podre”, declarou.Veículos comprados em um esquema de lavagem de dinheiro foram apreendidos (Foto: Ascom/Polícia Civil de Pernambuco)Segundo Amaral, foram presos empresários responsáveis por nove empresas envolvidas em fraudes em licitações em pelo menos seis prefeituras: Recife, São Lourenço da Mata e Itamaracá, na Região Metropolitana, além de Paudalho, Buenos Aires e Carpina, na Zona da Mata Norte.
Além dos responsáveis pelas empresas, também foram alvo da operação e estão detidos servidores e ex-servidores da Câmara de Vereadores de Carpina e da Prefeitura de Buenos Aires, que participavam efetivamente do esquema de fraudes. O chefe da Polícia Civil de Pernambuco revelou que a associação criminosa combinava licitações para depois repartir o dinheiro arrecadado.
“Eles combinavam as licitações para uma das integrantes do grupo vencer. Eles ficavam com 15% do total do dinheiro entregue pelo poder público. Uma das empresas, sozinha, faturou R$ 38 milhões”, afirmou.
Além das fraudes, o grupo, segundo a polícia, praticava lavagem de dinheiro. O esquema tem envolvimento com compra de veículos de luxo. “Apreendemos sete carros. Eles atuavam do litoral ao Sertão. É muito dinheiro desviado”, observou Joselito do Amaral. 

Mandados

A 'Operação Comunheiro II' cumpriu sete mandados de prisão e também 26 mandados de busca e apreensão, além de 12 de condução coercitiva, quando as pessoas são levadas para prestar depoimento. Todos foram expedidos pela Justiça em Carpina, na Zona da Mata Norte.
A 'Comunheiro II' é a 26ª operação de repressão qualificada deste ano. A Justiça também determinou o bloqueio de contas bancárias e a decretação judicial da proibição das empresas citadas contratarem com o poder público.
As investigações foram realizadas pela Delegacia de Crimes Contra a Administração e Serviços, sob a presidência do delegado Izaias Novaes. Participam da ‘Operação Comunheiro II’ 170 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, além de auditores do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE).
Os presos e os materiais apreendidos foram levados para a sede do Departamento de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio (Depatri), em Afogados, na Zona Oeste do Recife.

Primeira etapa

No dia 17 de março deste ano, a polícia deflagrou a primeira etapa da 'Operação Comunheiro'. A corporação investigou um esquema de lavagem de dinheiro e fraude de licitação em Pernambuco. Três pessoas foram presas. O grupo utilizaria “laranjas” para fraudar e ganhar licitações em diversos municípios, com desvios que podem superar R$ 13 milhões.
Segundo a polícia, o foco inicial das investigações são três empresas. Elas utilizariam de mecanismos para fraudar e ganhar licitações nas áreas de gênero alimentício, material de expediente e serviços.